Belle já tinha problemas suficientes preparando a comida da casa-grande e cuidando para se manter longe dos olhos de D. Martha e de seu filho, Marshall. Eles não sabem que, na verdade, ela é filha ilegítima do capitão James Pyke, por isso imaginam o pior em relação à preferência do capitão pela escrava mestiça.Ser responsável por uma menina meio doente que acaba de chegar à fazenda é um tormento do qual Belle não precisava. A garota parece incapaz de reter comida no estômago, mal fala, não se lembra de nada e, às vezes, é até meio assustadora, com sua cara de avoada. Além de tudo é branca e tem cabelos cor de fogo. Mas Belle sabe que, entre as pessoas que a acolheram, a cor da pele não significa nada e por isso acaba recebendo Lavinia de braços abertos.Esse é apenas o início da saga de uma família formada por laços que vão muito além do sangue. Uma história de coragem, esperança, força e amor à vida.


Páginas: 336
Edição: 1ª
Editora: Arqueiro
Ano: 2014
Assunto: Literatura Estrangeira – Romances – Drama
Classificação: 






Lavinia era apenas uma menina quando chegou na fazendo em 1791. Seus pais haviam saído da Irlanda embarcando em um navio para os Estados Unidos em uma tentativa de mudar de vida, porém eles não resistiram e morreram, deixando Lavinia sozinha com seu irmão. Ao chegar no destino, Lavinia é separada do seu irmão e levada para Virginia onde seria uma escrava branca. Belle uma escrava mestiça, filha do capitão James Pyke com uma escrava quase não acreditou quando seu pai trouxe uma menina branca para ficar sob seus cuidados.

Fui muito difícil para a menina Lavinia se adaptar á sua nova vida, nascida em liberdade para se tornar uma escrava. Mas aos poucos, principalmente com a ajuda de Mama mae e seu marido, ela encontra seu lugar no meio de gente estranha.



Bom, não quis falar muito sobre o enredo pelo simples fato de não querer dar spoiler. Cada capítulo, cada acontecimento é importante para a conclusão da história. Escravas de Coragem é um livro de romance histórico perfeito, irresistível, tocante e passa uma belíssima mensagem: que conceito de família vai muito além da genética...

Narrado em primeira pessoa, em capítulos alternados por Lavínia e Belle, a história vai sendo contada. É dessa forma, que temos uma visão mais panorâmica sobre o enredo. A forma como a autora criou a história é assustadoramente espetacular, ela pôs tanta verdade, que os personagens criam vida rapidamente.

Um dos pontos principais que me fez tirar o chapéu para o livro; é a verdade com que a autora mostra em detalhes como os escravos eram tratados, principalmente as mulheres, que não tinha como se proteger dos abusos físicos e psicológicos cometidos pelos os senhores da casa grande. O grande exemplo disso é a personagem Belle que sofre o pão que o diabo amassou tantos nas mãos do capataz quanto de D. Martha que achava que seu marido tinha Belle como amante, o que não é verdade.

Eu simplesmente adorei o livro e a verdade que ele trás em suas páginas. Aqui você não lerá um romance histórico onde reina apenas o amor, não senhor(a)... Aqui tem lágrimas, injustiça, abuso de todas as formas, dor, ódio, traição, perdão e paixão. Tudo misturado de uma forma harmoniosa.

Lavinia cresce conforme passamos as páginas, de uma criança assustada mais doce para uma mulher que aceita o seu destino (infelizmente). Mas logo, tonar-se corajosa suficiente para nadar contra a triste correnteza.  Uma verdadeira saga que me fez esquecer de respirar algumas vezes...

Não sou de ler livros que tenha como como pano de fundo: escravidão. No entanto, quando vi já estava encantada e totalmente absorta no livro. Tenho certeza, que nunca li uma história tão comovente chegando ao ponto de me fazer vibrar juntos com os personagens.

Esse livro é um verdadeiro exemplo que não devemos julgar o livro pela a capa, no meu caso, não me senti atraída pela a capa. Mas ainda bem que comprei... A editora Arqueiro está de parabéns, sempre publicando livros que merecem serem adaptados para o cinema, e nesse caso, Escravas de Coragem merecia e muito ser levada para as telonas.




2 Comentários

  1. Li e amei esse livro, me emocionei,chorei e me encantei com essa família de coragem. Bjus

    http://diasdeleitores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá! Eu ouvi falar muito bem desse livro! Adorei sua resenha, sua opinião me deu vontade de ler! Beijos flor =*

    www.lendo1bomlivro.com.br
    Instagram :) @lendo1bomlivro

    ResponderExcluir